Basepoint em destaque nos Almoços de Mar do Projeto MISTRAL

No dia 14 de setembro, no âmbito dos Almoços de Mar do Projeto MISTRAL, o Basepoint esteve em destaque como referência no domínio da energia das ondas.

15/09/2020

Os Almoços de Mar estão integrados no Concurso de Ideias de Negócio – “Blue Growth Contest”, no âmbito do projeto MISTRAL, um projeto de cooperação regional com várias regiões do Mediterrâneo que visa promover e concretizar um ecossistema transnacional de inovação na Economia Azul no qual as empresas, centros de I&D, Universidades e Instituições Públicas cooperem eficazmente na promoção da inovação e desenvolvimento económico das suas regiões e países.


Convidado pela ADRAL a ser orador neste evento, Frank Neumann, fundador da in2sea, empresa que visa o desenvolvimento de atividades sustentáveis da economia do mar e promotora do projeto Basepoint, aproveitou esta conversa com empreendedores ligados à economia do mar para apresentar o projeto Basepoint, um projeto que pretende validar o desempenho de uma nova filosofia de módulo de conversão de energia ("Power-take-off") para dispositivos de energia das ondas.


Este módulo de conversão consiste numa turbina desenvolvida no contexto do dispositivo "Symphony" pela empresa holandesa Teamwork Technology, parceira associada do projeto.


O projeto está a decorrer desde 2018 e conta com cofinanciamento do programa Fundo Azul do Ministério do Mar (Referência Fundo Azul BASEPOINT - FA_02_2017_12).

Além de validar as caraterísticas da turbina, está a ser validado o comportamento dos componentes eletrónicos, sobretudo o conversor que é a unidade responsável para otimizar o desempenho para diferentes regimes de funcionamento. O projeto também inclui o desenho do involucro (‘casulo’) para o módulo de conversão, para integração num dispositivo submerso. O projeto é encarado como primeiro passo do desenvolvimento e implementação da tecnologia SYMPHONY em parceria entre Holanda em Portugal.

A parceria do projeto BASEPOINT consiste na in2sea como líder do projeto, a TEAMWORK Technology como líder do desenvolvimento da tecnologia SYMPHONY, e o Sines Tecnopolo e a Mecwide AS como apoio local/logístico, de disseminação e de engenharia, respetivamente.