formacao_financiada.png

FORMAÇÃO FINANCIADA

Cuidados na Saúde Infantil

E-LEARNING - 50 Horas

E-LEARNING - 50 Horas

DESTINATÁRIOS

Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego e os desempregados não DLD (Desempregados longa Duração), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontrem mais próximos do reingresso no mercado de trabalho.

OBJETIVOS

- Identificar as noções básicas dos Direitos e Deveres da Criança.

- Identificar as noções básicas das diferentes fases do desenvolvimento infantil.

- Caracterizar os diferentes tipos de cuidados prestados nos serviços de saúde infantil.

- Identificar sinais de alerta no âmbito das atividades diárias à criança.

- Explicar  que as tarefas que se integram no seu âmbito de intervenção do/a  Técnico/a - Auxiliar de Saúde terão de ser sempre executadas com  orientação e supervisão de um profissional de saúde.

- Identificar  as tarefas que têm de ser executadas sob supervisão direta do  profissional de saúde e aquelas que podem ser executadas sozinho.

- Explicar a importância de demonstrar interesse e disponibilidade na interação com utentes.

- Explicar a importância de manter autocontrolo em situações críticas e de limite.

- Explicar o dever de agir em função das orientações do profissional de saúde.

- Explicar o impacte das suas ações na interação e bem-estar emocional de terceiros.

- Explicar a importância da sua atividade para o trabalho de equipa multidisciplinar.

- Explicar a importância de assumir uma atitude pró-ativa na melhoria contínua da qualidade, no âmbito da sua ação profissional.

- Explicar  a importância de cumprir as normas de segurança, higiene e saúde no  trabalho assim como preservar a sua apresentação pessoal.

- Explicar a importância de agir de acordo com normas e/ou procedimentos definidos no âmbito das suas atividades.

- Explicar a importância de adequar a sua ação profissional a diferentes públicos e culturas.

- Explicar a importância de prever e antecipar riscos.

- Explicar a importância de demonstrar segurança durante a execução das suas tarefas.

- Explicar a importância da concentração na execução das suas tarefas.

- Explicar a importância de desenvolver as suas atividades promovendo a humanização do serviço.

CONTEÚDOS

- Os direitos e deveres da criança
  - Conhecimento dos direitos e deveres do adulto e da criança
  - Conhecimento da carta de direitos da criança hospitalizada
  - Respeito pelas crenças e valores

- Marcos de crescimento esturo-ponderal e psicomotor dos 0 aos 3 anos com especial incidência para o primeiro ano de vida
  - Percentis de peso
  - Percentis de comprimento
  - Percentis de perímetro cefálico
  - A obesidade Infantil

- A alimentação no primeiro ano de vida
  - Aleitamento materno
  - Leites adaptados
  - Biberões
  - Limpeza e esterilização dos equipamentos usados na alimentação
  - Diversificação Alimenta

- Necessidades nutricionais específicas

- Sintomas comuns na infância
  - Febre
  - Vómitos
  - Diarreia
  - Dor abdominal / Cólicas abdominais
  - Tosse
  - Rinorreia
  - Lesões cutâneas

- Criança doente e causas fisiológicas de maior suscetibilidade na 1ª infância
- Noções sobre doenças exantemáticas

- Conceito de morbilidade e mortalidade infantil

- A prestação de cuidados de saúde infantil
  - Apoio nos cuidados na maternidade/berçário
  - Apoio nos cuidados especiais para recém-nascidos
  - Apoio nos cuidados na unidade de internamento de pediatria
  - Apoio nos cuidados na consulta de pediatria

- Acompanhamento da criança nas atividades diárias
  - Alimentação
  - Eliminação
  - Higiene e hidratação
  - Sono e repouso
  - A relação com a criança e família: a ansiedade, o medo e as crenças associados à hospitalização
  - Noções  de segurança e prevenção de acidentes no universo infantil enquanto  intervenientes passivos / ativos nas atividades diárias
  - A importância da ocupação dos tempos livres

- Tarefas que em relação a esta temática se encontram no âmbito de intervenção do/a Técnico/a Auxiliar de saúde
- Tarefas que, sob orientação de um Enfermeiro, tem de executar sob sua supervisão directaTarefas que, sob orientação e supervisão de um Enfermeiro de saúde, pode executar sozinho/a

+ INFORMAÇÕES

academia@sinestecnopolo.org

269 038 539